26 de fevereiro de 2012

Conclusões lógicas de uma imprensa isenta

Tal como foi anunciado, o referendo para a nova constituição da Síria está a decorrer como previsto, apesar dos distúrbios que continuam em vários pontos do país.

Continuando a sua aventura pela contra-informação, a Reuters apresenta a informação sobre o referendo da seguinte forma:

Pelo menos 31 civis e soldados Sírios foram mortos no Domingo em lutas pelo futuro da Síria, no dia da votação para uma nova Constituição que poderá manter o presidente Bashar al-Assad no poder até 2028”.

Gostava de conseguir perceber como é que à Reuters é permitida a ousadia de sugerir que o objectivo deste referendo é a manutenção do presidente no poder por mais 16 anos, a partir de uma constituição que, a ser aprovada, prevê as primeiras eleições multi-partidárias em 90 dias.

A culpa será certamente minha, devo estar a transformar-me num comunista.

Sem comentários:

Enviar um comentário